queluz-national-palace-sintra1 (1)

VISITA “Palácio de Queluz”

Todos os Dias ●  9h30 às 18h00 ● Adulto 9€ | Criança 7.5€ | Família 31 € ●
HAPPY HOUR ● 15h30 às 18h00 ●Adulto ● 7€ | Criança 6€ | Família 25€●

Os palácios constituíam as antigas residências por vezes oficiais outras vezes de férias da corte portuguesa. Devido à sua arquitetura, aos seus interiores e jardins quando neles entramos sentimos-nos envolvidos pelo cheiro da época, e permite-nos retroceder no tempo o suficiente para contar às crianças verdadeiras histórias do antigamente. Como eram as pessoas no séc. XVII? O que vestiam? A vaidade, existia? Eles também falavam português, como nós? Já existiam talheres nessa altura? E esgotos? Como é que as fontes funcionavam? Estas são apenas algumas das curiosidades das crianças, que acabam por adorar fazer essa viagem no tempo, mesmo que o tempo das nossas respostas não seja tão rápido como a velocidade a que as perguntas são disparadas!

queluz-79

Se as paredes falassem…
O Palácio de Queluz foi mandado construir por iniciativa de D. Pedro de Bragança, que terá ficado conhecido como o Edificador devido ao empenho e ao esforço aplicado na construção do mesmo. O Palácio foi construído como residência de férias, mas a má sorte adivinhava outro destino para este edifício: D. Pedro I veio a casar com D. Maria tornando-se mais tarde, com a subida da mulher ao trono Rei Consorte. A Piedosa, que cedo manifestou sintomas de loucura acabou por viver escondida e encarcerada discretamente em Queluz.

Queluz-192

Mais tarde, aquando do incêndio no Palácio da Ajuda, tornou-se a residência oficial do futuro Rei regente de Portugal, o Príncipe D. João IV, e ali viveu a família real até às invasões francesas, altura em que fugiram para o Brasil.

palacios-monumentos-casar-em-portugal-10

O palácio é equiparado a Versailles devido à sua beleza arquitectónica, que tal como o palácio francês mistura estilos tão dispares como neoclassicismo, barroco e rococó. Os jardins cuja estatuária está colocada de forma precisa a marcar os eixos do mesmo, revelam misteriosas e mitológicas figuras que nos transportam à época Barroca, onde os Homens agiam como atores, e representavam a sua própria vida no palco que era o mundo. Estes espaços eram montados e encenados de acordo com a actividade lúdica a que era destinado, já que na época da primeira geração a habitar o palácio viviam-se momentos exuberantes de exposição e ostentação da corte.

Queluz

O Palácio e os seus jardins constituem um notável conjunto monumental que apresenta uma vivência intimista da corte portuguesa de Setecentos, ao mesmo tempo que representa momentos de extraordinária relevância histórica e de afirmação do poder real.

36 Paula Tapadinhas 2011-9-18 Palácio de Queluz (4)

CASA DE CHÁ NO JARDIM ●  [Encerrada de Novembro a Março, todas as terças-feiras, e nos dias de encerramento do palácio]  Resto do ano 10h00 às 17h30 
A casa de chá está localizada no Jardim na margem direita do Canal dos Azulejos, instalada numa das antigas estufas, provavelmente no local onde existia uma azenha documentada em 1769 e remodelada nas obras de 1901, então promovidas por D. Carlos e D. Amélia.