fondo-peter-pan-wendy-y-campanilla

PETER PAN – As Aventuras de Peter Pan

● 15 fev’14 | SÁBADO | 15H00 ● Cinemateca Júnior  ● M/3 ● Adultos 6€ | <16 anos 2.65€ ● EUA ● 1953 ● 69′ ● Dobrado em Português do Brasil ● de Clyde Geronimi, Wilfred Jackson ●

Este Fim de semana o famoso personagem do cinema infantil americano, Peter Pan, estará de volta na cinemateca Júnior, nos restauradores, em Lisboa. Independentemente da chuva, é um excelente programa indoors para fazer com toda a família. O filme está dobrado em Português por isso, mesmo os mais pequeninos não se vão aborrecer!
Aproveitam para visitar a exposição sobre a história do cinema, onde as crianças podem ver, conhecer e experimentar algumas das técnicas de cinema mais antigas. Podem, ainda,  ver réplicas de alguns dos mais famosos “bonecos” e/ou cenas do cinema de todos os tempos.

unnamed (1) unnamed (2) unnamed

Sinópse
Um dos mais populares livros para crianças, escrito no começo do século XX por J.M. Barrie, inúmeras vezes adaptado ao teatro e ao cinema. Esta versão de Walt Disney em desenhos animados é provavelmente a mais famosa de todas elas, com os seus desenhos do jovem herói e da fada Sininho. É a história de uma criança que se recusa a crescer e vive num mundo fantástico, a Terra do Nunca.

Continuar a ler

a2bcigarra2be2ba2bformiga

MUSICAL | A Cigarra e a Formiga

De 15 Fev’14 a  30 Março’14 ● SÁBADOS às 16h00 |  DOMINGOS às 11h00  ● Centro Cultural Malaposta ● M/3 ● 7.5€ ● 60′ ●

A Cigarra e a formiga é um musical inspirado na fábula de mesmo nome de Jean La Fontaine.

Violeta é uma menina com uma imaginação muito fértil, e que através da sua voz delicada, nos convida a viajar para um lugar longe daqui. Vamos então para onde tudo é mágico, os animais falam, e os insetos se encontram ao cair do dia para festejar.

A verdade é que este sítio é tão concorrido porque todos querem ver a incomparável Cigarra, a animar com o seu violino, as noites quentes de Verão.

Mas uma noite, depois do seu espetáculo a Cigarra encontra um grupo de formigas que, estranhamente, trabalham sem parar, carregando alimentos de todos os cantos da floresta para o seu formigueiro.

Por instantes a Cigarra pensa que, ao invés de cantar e dançar dias e dias a fio, talvez devesse armazenar alguns alimentos para os meses frios de inverno…

Entre canções, dança e muitas gargalhadas acompanhamos a vida louca da Cigarra, e percebemos, com a chegada do frio do Inverno, que as formigas tinham razão quando a aconselharam a trabalhar.

E agora o arrependimento não chega…

Continuar a ler