Arquivo de etiquetas: ajuda

Catavento

Catavento1

O Catavento surgiu da vontade de um grupo de mães amigas de dirigir as suas competências pessoais, sociais e profissionais com um objetivo comum.

Não pretendemos nada mais do que ajudar.
Ajudar os outros. Procuramos de forma voluntária melhorar a vida de alguém. Contribuir, através da sensibilização de empresas e particulares, para suprir necessidades de pessoas e causas.
Unimo-nos como um Catavento.
Escolhemos este nome e a sua imagem por ser um mecanismo de trabalho, um mecanismo gerador de energia, um facilitador do trabalho do Homem.
É isso que pretendemos ser.
O facto de termos participado num projecto de apoio a duas crianças doentes fez-nos acreditar que usar o nosso tempo para ajudar o próximo ou para apoiar causas que beneficiam todos é um dever cívico.

 

Acreditamos que podemos melhorar o mundo, e é isso que faremos!”

Ler artigo 3ª CORRIDA/CAMINHADA D. ESTEFÂNIA – POR UM HOSPITAL PEDIÁTRICO EM LISBOA

safe_image

I am a Ukranian. Ajude-me a tornar este vídeo viral

Nós somos livres de espírito.  E agora, peço-lhe que construa esta liberdade no nosso país. Você pode ajudar-nos. Basta contar esta história ao seus amigos. Basta partilhar este vídeo. Partilhe. Converse com os seus amigos sobre isto. Com a sua família, com o seu governo, e mostre que nos apoia.

Este video foi publicado a 10 de Fevereiro de 2014 no Youtube, e neste momento tem 2 980 069 visualizações. Quase três milhões de pessoas aceitaram o desafio proposto. Tornar este video viral. Consciencializar é o que é pedido. É um must see da atualidade.

A autora deixa bem claro as suas pretensões. Luta pela paz e pela liberdade no seu país.  Quer que a população viva uma vida normal, uma vida civilizada. Querem ser livres.

Este video precisa de se tornar viral, e só nós o podemos fazer. É preciso partilhar. Não vire as costas a este País.  Não vire as costas a esta causa. Partilhe.

A glória da Ucrânia não pereceu

A glória da Ucrânia não pereceu, tampouco a sua liberdade,
O destino voltará a nos sorrir, jovens irmãos.
Como o orvalho some com o sol da manhã, assim também desaparecerão nossos inimigos,
E também nós, irmãos, governaremos terras que nos pertencem.  Lutaremos com corpo e espírito para obter a nossa liberdade,
E mostraremos, irmãos, que somos uma nação de Cossacos.

Hino Nacional da Ucrânia,
adotado em 2003

Imagens em Maidaners
Imagem capa @ 
Maia Mikhaluk

best-friends

7 segredos para criar crianças mais felizes.

Todos os pais sabem o que querem para os filhos. Ou pelo menos assumem que sabem e acreditam que estão a educá-los e, prepará-los para o futuro de forma a atingirem os objectivos planeados. Mas já pensou verdadeiramente nesta questão?

Não assuma que sabe a resposta. Faça um exercício simples, passe um dia a pensar na pergunta: O que é que eu realmente quero para os meus filhos?
Há dias que queremos apenas que arrumem os quartos, façam os trabalhos de casa, e que durmam uma boa noite de sono. Noutros, delineamos planos bem definidos e começamos a construir o que consideramos ser os primeiros alicerces dos seus castelos.

Mas a verdade é que a resposta é simples, e unânime: o que todos queremos é que os nossos filhos sejam felizes, agora e sempre.

A felicidade é o bem mais procurado do mundo, e não se alcança nem se compra. A felicidade cria-se.
Aqui estão 8 dicas que, aplicadas com paciência e flexibilidade, vão ajudá-lo a traçar o caminho para a felicidade do seu filho:

1. Seja “O” exemplo a seguir
A melhor maneira de ensinar o caminho da felicidade ao seu filho, é mostrar-lhe que é uma pessoa feliz. Ele vai-se tornar na pessoa que vê: as crianças aprendem por observação e imitação, e não fazem aquilo que lhes dizemos, mas sim aquilo que fazemos.  Daí a expressão “Pais felizes, crianças felizes”.

Clique aqui para ver a melhor publicidade que reflete este ponto “Children see, children do” (criança vê, criança faz

pais-e-filhos

2. Ofereça-lhe tempo
Para os nossos filhos o sinónimo de felicidade somos nós, os pais. Ofereça-lhe o seu tempo e brinque com ele. Passarem tempo de qualidade juntos vai ajudá-lo a desenvolver autoestima e a confiança. Vão criar laços que se tornarão nas memórias mais ricas do seu filho, e também nas suas.

Os adolescentes, por outro lado, querem coisas: dê-lhes tempo na mesma. Eles não sabem, mas é o que precisam.

Father and son surf lesson in Morro Bay, CA

3. Ensine-o a ser grato
Dizer obrigado, é mais do que se bem-educado. É ser grato pelo que temos. Podemos ajudá-los a ver o copo meio cheio em vez de meio vazio. Ensine-os a serem felizes com o que têm, em vez de ficarem tristes com o que não têm.

4. Deixe-o desenvolver os seus talentos sozinho
As pessoas felizes dominam uma habilidade. Ao dar as primeiras pedaladas na bicicleta, o seu filho aprende a cair e levantar-se tantas vezes que chega a ficar frustrado, isso vai ensinar-lhe a ser persistente e a ter força de vontade. Quando finalmente conseguir andar de bicicleta, vai sentir o sabor da vitória, fruto dos seus próprios esforços.

Ninguém é feliz todos os minutos da sua vida. As crianças precisam de aprender a tolerar a angústia e a infelicidade. O nosso papel é ensiná-los a caminhar, e não carrega-los ao colo o resto da vida.

infantil2

5. Deixe-o fazer escolhas
As crianças têm muito pouco controle sobre suas vidas. Nós decidimos tudo para o seu dia a dia, muitas vezes sem questionar quais seriam as suas escolhas. O poder de escolha ensina-os a tomar decisões. Deixe-o escolher a roupa, ou o menu de jantar uma noite por semana. Dê-lhe a oportunidade de tomar pequenas decisões. A sensação de controle vai fazê-lo feliz.

6. Diga “não”
O mundo vai fechar muitas portas na cara do seu filho. Mais do que possa imaginar. Se quer que ele seja feliz, habitue-o a ouvir “não” quando está em casa rodeado de pessoas que o amam.
E o resto do mundo agradece por não ter de lidar com a birra “disseram-me não pela primeira vez” do seu filho.

7. Deixe-o exprimir emoções
É importante permitir que o seu filho seja infeliz de vez em quando. As crianças precisam saber que não há problema em estar triste, e que às vezes, faz parte da vida. Ajude-o a exteriorizar e reconhecer os seus sentimentos. Eles precisam de sentir o nosso apoio nessas alturas. Abrace-o, ele vai sentir que o compreende.

birra2

8. Ame o seu filho incondicionalmente
As crianças fazem asneiras. O seu filho está aos saltos, no sofá e já o mandou parar várias vezes. Ele continua, até que o pai ou a mãe se zangam à séria e gritam o ultimato “É a última vez que aviso…” Ele pára de saltar e começa a chorar. As crianças aprendem através da experimentação/erro, e eles precisam de correr riscos. Mostre-lhe que há consequências, mas que os pais o amam na mesma.

Tornam-se crianças mais seguras e confiantes e aprendem que as pessoas erram, mas há sempre uma oportunidade para corrigir os erros. Porque “errar é humano”.

Quando as crianças sabem que os pais estão SEMPRE ao seu lado, para o melhor e para o pior, tornam-se crianças mais felizes.

0395d62a0bc5c77eb62fe5c0cd2b8cd2

fontes ideia geral texto aqui, dicas aqui e aqui